PT EN

Política de Privacidade 

 

Condições Gerais

Os seguintes são os termos de um contrato estabelecido entre o Utilizador e Rota Glaciar, pessoa coletiva, com sede no Plano Parque Empresarial, Rua do Batel, 208, 4485-253 Guilhabreu Maia, Portugal. 

Ao aceder e usar este Website o Utilizador admite ter lido e compreendido estes termos e cumprirá com todas as leis e regras aplicáveis.

Se o Utilizador não estiver de acordo com estes termos, por favor não use este Website. O material apresentado neste Website está protegido por lei.

 

Privacidade

A nossa empresa assume um compromisso de privacidade de todos e quaisquer dados pessoais do cliente, bem como da sua segurança. Todas as informações que nos fornecer permitirão apenas que o nosso serviço seja mais adequado às suas necessidades. A informação pessoal recolhida pode incluir o seu nome, e-mail, número de telefone ou telemóvel, morada, data de nascimento, entre outros.

Rota Glaciar é o responsável pelo tratamento de dados pessoais que recolhe e trata, ao abrigo do que está definido pelo Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados.

Tal como outros websites, recolhemos e utilizamos informação contida nos anúncios, que inclui o seu endereço IP (Internet Protocol), o seu ISP (Internet Service Provider), o browser que utilizou ao visitar o nosso website, o tempo de visita e que páginas visitou dentro do nosso website.

Tratamos dados pessoais quando tal for necessário para cumprir com obrigações legais que se nos apliquem. Poderemos ainda tratar a informação se tivermos um interesse legítimo para o fazer, desde que, em cada caso, o nosso interesse esteja em conformidade com a legislação aplicável e os direitos do titular dos dados, nomeadamente para: comunicação com os nossos clientes; prestação de informações sobre as atividades da Rota Glaciar, desenvolvimento e manutenção do website; prestação de assistência técnica; prevenção e deteção de fraude; assegurar a segurança da rede de informação. 

 

Exercício dos Direitos por parte do Titular dos Dados

A qualquer momento o titular dos dados pode:

- Solicitar o acesso à informação – o titular dos dados pessoais tem o direito a obter a confirmação de que os dados que lhe digam respeito são ou não objeto de tratamento e, quando for o caso, aceder aos seus dados pessoais e aceder às informações previstas na lei.

- Solicitar a retificação da informação caso esteja inexata ou incompleta – o titular dos dados pessoais têm direito a que a Rota Glaciar, sem demora injustificada, retifique os dados inexatos ou incompletos que lhe digam respeito.

- Solicitar que os seus dados pessoais sejam apagados – o titular dos dados pessoais tem o direito de solicitar à Rota Glaciar que sejam apagados os seus dados, sem demora injustificada, e esta tem a obrigação de apagar os dados pessoais, sem demora injustificada, quando se aplique, designadamente, um dos seguintes motivos:

- Os dados pessoais deixaram de ser necessários para a finalidade que motivou a sua recolha ou tratamento;

- Opõe-se ao tratamento e não existem interesses legítimos prevalecentes que justifiquem o tratamento; ou

- Retirou o seu consentimento para o tratamento de dados (nos casos em que o tratamento é baseado no consentimento) e não existir outro fundamento para o referido tratamento.

- Solicitar a limitação do tratamento dos seus dados pessoais – o titular dos dados pessoais tem o direito de solicitar à Rota Glaciar a limitação do tratamento dos seus dados se se aplicar, designadamente, uma das seguintes situações:

- Contestar a exatidão dos dados pessoais, durante um período que permita à Rota Glaciar verificar a sua exatidão;

- O tratamento de dados for lícito e o titular dos dados se opuser ao apagamento dos dados pessoais e solicitar, em contrapartida, a limitação da sua utilização;

- A Rota Glaciar já não precisar dos dados pessoais para fins de tratamento, mas esses dados forem requeridos pelo titular para efeitos de declaração, exercício ou defesa de um direito num processo judicial;

- Se tiver oposto ao tratamento, até se verificar que os motivos legítimos do responsável pelo tratamento prevalecem sobre os do titular dos dados.

- Opor-se ao tratamento dos seus dados pessoais – o titular dos dados, 1) nos casos em que o tratamento de dados for efetuado para efeito dos interesses legítimos prosseguidos pela Rota Glaciar; ou 2) o tratamento de dados for efetuado para efeitos de marketing direto; ou 3) definição de perfis; pode ainda, a qualquer altura, opor-se ao tratamento dos seus dados pessoais.

Se o tratamento depender do seu consentimento, tem direito a retirá-lo – se o consentimento for legalmente necessário para o tratamento de dados pessoais o titular dos dados tem o direito de retirar consentimento em qualquer altura, embora esse direito não comprometa a licitude do tratamento efetuado com base no consentimento previamente dado nem o tratamento posterior dos mesmos dados, baseado noutra base legal, como é o caso do cumprimento do contrato ou da obrigação legal a que a Rota Glaciar esteja sujeito.

Os titulares dos dados poderão, em qualquer momento, exercer os seus direitos, através do endereço através de carta para o endereço Plano Parque Empresarial, Rua do Batel, 208, 4485-253 Guilhabreu, Maia, Portugal. 

Poderá ser-lhe solicitado que faça prova da sua identidade de modo a assegurar que a partilha dos dados pessoais é unicamente feita pelo seu titular. Em certos casos, nomeadamente devido a requisitos legais, o pedido do utilizador poderá não ser imediatamente satisfeito, sendo informado das medidas desencadeadas nesse sentido, no prazo de 1 mês a partir do momento em que o pedido for efetuado. Tem ainda o direito de apresentar uma reclamação à Comissão Nacional de Proteção de Dados.